diHITT - Notícias

Brasileiro paga mais por telefonia móvel

quinta-feira, 27 de maio de 2010 Pastor Ricardo

Paula Cabrera

O consumidor brasileiro paga muito pela telefonia móvel e faz pouco uso dela, em razão dos altos valores e da péssima qualidade do serviço. É o que aponta relatório do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) enviado à Câmara dos Deputados que diz ainda que brasileiros pagam o dobro do preço em relação aos país vizinhos, como Chile e Argentina.

Estela Guerrini, advogada do Idec, afirma que a telefonia móvel no Brasil não é considerada serviço essencial, o que impossibilita a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) de padronizar preços. "Na telefonia móvel, o regime é privado, e predomina a lógica do mercado. Cada operadora fixa preço e escolhe quais cidades quer atender. Hoje as empresas jogam pela concorrência, mas o preço continua alto e com serviço ruim em todo o País", diz.

A advogada diz ainda que o serviço oferecido pelas operadoras não atende determinações vitais criadas pela Anatel e falta maior fiscalização sobre as companhias. "As empresas fazem o que querem, induzem ao erro, trazem cobranças indevidas. Muitas vezes, não existe cobertura no sinal mas nem isso é avisado ao cliente na hora da contratação. Muitas reclamações surgem em razão da oferta e da falta de clareza de informações."

Outro ponto que deve ser revisto, de acordo com o instituto, é o preço cobrado pelas ligações entre operadoras. Hoje, a taxa da chamada ‘interconexão de rede'' sai do bolso do consumidor final. "Regular o preço que uma operadora cobra da outra melhoria muito para o cliente", destaca a advogada.

COMISSÃO - O relatório do Idec foi entregue à Câmara dos Deputados para apresentação na audiência pública da comissão de defesa do consumidor. O Idec defende a universalização do serviço de telefonia celular, na definição das políticas legislativa e executiva. Como resultado dessa audiência, o instituto espera as normas básicas de proteção ao consumidor (como o Código de Defesa do Consumidor) sejam levados em consideração pelas operadoras.

"Temos de tomar medidas mais preventivas. A Anatel poderia não esperar que as empresas desrespeitem o cliente, mas monitorar constantemente o setor para evitar isso."

EXCLUSÃO - O Idec diz que o problema maior dos preços altos é que muitos consumidores - principalmente das classes mais baixas - tornam-se excluídos do sistema de telefonia móvel, que hoje já tornou-se vital para a população mundial. "Isso já é parte da identidade das pessoas", completa a advogada.

Preço alto diminui tempo mensal de uso

O uso de celular no Brasil ainda é menor do que em outros países por conta do valor médio cobrado nas ligações. Enquanto chilenos usam mensalmente 150 minutos e argentinos 120, os brasileiros utilizam apenas 70 minutos mensais do serviço. O motivo é simples: no País, o minuto custa em média R$ 1,20, contra apenas R$ 0,43 no Chile e R$ 0,50 na Argentina.

Sem qualquer regulamentação da Anatel (Agência Nacional de Telefonia) sobre os valores cobrados, tornou-se comum entre as empresas fixar o preço de acordo com o plano escolhido pelo cliente. Mesmo no caso de aparelhos pré-pagos - onde o consumidor compra cartões com valores para utilização - o preço difere de acordo com o plano escolhido. no entanto, as tarifas menores dependem de promoções e adesões que custam descontos dos chamados créditos. "Passei meu aparelho para uma promoção onde pago só R$ 0,25, mas gastei quase R$ 15 para aderir e esse valor é válido por tempo determinado", conta o aposentado Serafim Lopes.

Assim como Serafim, 82% dos brasileiros escolheram a modalidade pré-paga na telefonia móvel. "É mais fácil controlar os gastos assim", diz.

De olho também na economia, a advogada Monique Domonicheli resolveu aderir ao plano pós-pago de telefonia. Nestes casos, as operadoras cobram o minuto conforme a franquia escolhida pelo cliente. Quanto mais minutos comprados, menor o custo dos adicionais. No Brasil, a média é de R$ 0,64 por minuto. No entanto, a advogada já se arrependeu da decisão. "Uso em média uns 120 minutos por mês e pago R$ 160 pelo serviço. Passei a ter um pós-pago para tentar economizar falando com a família, mas gastamos do mesmo jeito. Depois que você usa a franquia, os minutos a mais saem muito caros. Para diminuir a conta, vou ter de mudar de plano para 200 minutos para pegar a menos", diz. Na mudança para diminuir os gasto dos adicionais, a operadora passa a cobrar mais pela assinatura. "Vou pagar cerca de R$ 120 mensais", conclui.

___________

O que nosso blog pode sugerir diante desta notícia?


Você já utiliza telefonia pré-paga? Quer ganhar créditos todo mês? Conheça a proposta, clicando aqui!


Agora, se você quer pagar R$ 73,00 por mês para ter:

- Ligações sem custo e ilimitadas entre pessoas com o Chip Mega Tendência do seu código de área;

- 200 minutos por mês para ligações para outros números;

- Valor diferenciado para ligações interurbanas;

- Acesso a um Portal de Voz, para economizar ainda mais em ligações;

- Seguro;

- E muito mais... Se prefere algo assim, conheça a proposta, clicando aqui!

Brasil chega a 180 milhões de celulares em abril, diz Anatel

sexta-feira, 21 de maio de 2010 Pastor Ricardo

Olá!

Leia a matéria abaixo de HUMBERTO MEDINA (da Sucursal de Brasília), do site http://www1.folha.uol.com.br/folha/dinheiro/ult91u738236.shtml

Muitos usam. Você já deve usar! E de que lado você quer ficar? Pense e responda:

- do lado de quem apenas consome e paga, dependendo exclusivamente de promoções que permitem desconto, mas que obrigam você a utilizar mesmo quando não quer?

Ou

- do lado de quem pode até aproveitar essas promoções em alguns casos (na telefonia pré-paga), mas também receber por divulgar (tanto na telefonia pré-paga como no Pacote de Mega Benefícios)?

---


HUMBERTO MEDINA
da Sucursal de Brasília

O Brasil tem 180.765.438 de celulares, de acordo com números divulgados nesta quinta-feira pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) referentes a abril.

No mesmo mês do ano passado, havia 154.596.643 aparelhos. O crescimento do mercado foi de 16,9% em um ano.

A Vivo tem 30,14% de participação e é líder do mercado, seguida pela Claro (25,47%), TIM (24,72%) e Oi (20,3%).

A cada grupo de 100 habitantes, existem 93,8 celulares. Desse total, 82,36% são pré-pagos e 17,64%, pós-pagos.

Previsão

O Brasil deve alcançar 300 milhões de acessos de telefonia móvel em 2013, de acordo com o gerente de Regulamentação e Comunicação Móvel da Anatel, Bruno Ramos.

Segundo ele, o país já o quinto colocado no ranking mundial de acessos à telefonia celular, atrás apenas de China, Estados Unidos, Índia e Rússia.

O Brasil deve fechar 2010 com ao menos 190 milhões de celulares, contra quase 175 milhões no fim de 2009, conforme Ramos. Já no ano que vem o total de acessos deve superar a casa de 200 milhões.

"Estamos muito perto da Rússia e não dá para comparar com China e Índia, que tem mais de 1 bilhão de habitantes e aumentam o acesso rapidamente", disse o gerente da Anatel.

"Nossos números vão crescer ainda mais. Nossos dados falam em mais de 300 milhões de acessos [móveis] em 2013", acrescentou.

Com Reuters

---

Pense bem e tome uma decisão: Economize e ainda tenha rendimentos por utilizar um serviço que você já utiliza normalmente. E fazendo algo que você faz naturalmente com qualquer coisa: indicando o serviço para outras pessoas. Você indica filme, pizzaria, restaurante, até operadora de telefonia e serviços dessa operadora, entre tantas outras coisas, sem receber por isso. A diferença, neste caso, é que você vai indicar e receber! O que vai mudar? Nada! Você continuará usando o serviço de telefonia e você continuará indicando algo para outras pessoas. Mas agora, com reconhecimento por sua indicação...

Busca por economia

domingo, 16 de maio de 2010 Pastor Ricardo

Olá!


Assista a reportagem abaixo e veja que muitos querem mesmo economizar com telefonia! E se você quiser economizar e ainda permitir a você e seus conhecidos e familiares o mesmo e algo mais com um Mega Pacote de Benefícios, basta entrar em contato comentando este post ou através do meu email, que está no meu perfil:


Forte abraço!
Ricardo Borba Weingart

Dicas valiosas!

sábado, 15 de maio de 2010 Pastor Ricardo

Olá!

Chegamos com este espaço para compartilhar dicas valiosas sobre telefonia. No momento, temos duas possibilidades específicas para auxiliar na redução da conta de telefone e para algo mais: permitir que em vez de você gastar por ligar e até divulgar a sua operadora, que você possa ganhar por utilizar esses serviços.

Neste espaço, mais que falar dessas propostas altamente vantajosas, iremos mostrar o que a mídia tem apresentado sobre o assunto Telefonia. Claro que com isso iremos mostrar a viabilidade e as vantagens do que temos para apresentar, mas este espaço é também para uma reflexão sobre o assunto.

Você pode estar se perguntando: "Mas como eu divulgo a minha operadora?". Simples: hoje em dia muitas pessoas acumulam chips de mais de uma operadora, na tentativa de ter descontos e vantagens. Na hora de falar o seu telefone celular, mesmo que você utilize apenas uma operadora, normalmente você fala a sua operadora (ou as operadoras), por conta do hábito de ter chip de mais de uma operadora. Ao falar a operadora, você faz propaganda. E o quanto você ganha por isso? Nada. Apenas as vantagens dos planos onde você terá alguns limites de utilização, mesmo em planos que se dizem "ilimitados".

Apresentamos propostas que fazem você mudar de lado: em vez de procurar os benefícios de um plano novo para economizar, você vai ganhar por divulgar as propostas. Mas não vamos entrar em detalhes neste post de "inauguração" do blog, pois iremos recomendar vídeos e reuniões via internet para que você conheça mais. E, claro, vamos trazer os assuntos que envolvem a questão da telefonia para que possamos pensar: vale mesmo a pena ficar mudando de plano e operadora na busca de descontos nas chamadas, quando é possível ganhar por utilizar o serviço? Eu preferi mudar de lado: deixei de divulgar e gastar, lutando por alguns descontos, e passei a divulgar, usar e ganhar para fazer isso! E recomendo!

Related Posts with Thumbnails